fbpx

Taxa Selic sofre mais um aumento e atinge 6,25% ao ano

Posted by on

O Comitê de Política Monetária (Copom) anunciou o aumento da taxa Selic em 1%, saltando de 5,25% para 6,25% pontos, o maior nível desde julho de 2019. É a quinta vez que a taxa sofre aumento no ano de 2021.

O Copom afirmou em nota que não pressente outro aumento nesse tamanho. A próxima reunião para definir a nova Taxa Selic acontecerá no final de outubro.

O comitê também divulgou a ata da reunião, a qual informou que o aumento poderia ser maior que 1 ponto, mas chegou à decisão de que o aumento era adequado para assegurar a convergência da inflação para a meta estipulada pelo CMN (Conselho Monetário Nacional) em 2022, que é de 3,50%.

De acordo com pesquisa realizada pelo Banco Central, que contou com a participação de mais de cem instituições financeiras, analistas do mercado projetam que a taxa de juros seguirá aumentando, podendo chegar até a 8,25% no final do ano.

Em agosto, a taxa também apresentou aumento de 1%, quando saltou de 4,25 para 5,25 pontos percentuais. Na época, a justificativa do aumento foi para encarecer o crédito e estimular a poupança.

A Selic, ou taxa básica de juros, é utilizada por bancos públicos e privados para o cálculo de juros. Um dos objetivos da taxa é regular a inflação. O Copom opera com a Selic de acordo com as expectativas econômicas do país e de como o governo pode agir para ocorrer um equilíbrio financeiro.


Escrito por Marcos Ferreira, assistente de conteúdo da Drummond Advisors