Matricular crianças na rede pública dos EUA com visto de turista pode gerar problemas

Posted by on

Matricular seus filhos em uma escola pública nos Estados Unidos sem que eles tenham o visto adequado pode trazer graves consequências.

Pois é: frequentar uma escola pública utilizando apenas um visto de turista (B-1/B-2) pode resultar no cancelamento desse visto, e é extremamente difícil reverter esse quadro e conseguir voltar aos Estados Unidos na condição de visitante. Além disso, os países que compartilham informações imigratórias com os EUA também podem dificultar sua entrada por esse motivo.

Isso acontece porque entende-se que a educação pública nos Estados Unidos é um investimento realizado pelos residentes legais norte-americanos, por isso eles devem ser os beneficiários do sistema educacional público do país — e não as famílias estrangeiras em situação irregular nos EUA.

Não corra riscos com o seu futuro e de seus filhos. Consulte nossos advogados especializados em serviços imigratórios e fique longe de dores de cabeça.

DEPORTAÇÕES

Fique atento também ao enviar crianças e adolescentes aos Estados Unidos para passarem uma temporada na casa de familiares que vivem legalmente no país: os residentes legais não podem se responsabilizar pela matrícula desses menores em escolas públicas americanas, mesmo que seja por um período curto com o objetivo de “imersão” no idioma e na cultura.

São muitas as ocorrências de menores de idade que foram impedidos de entrar no país mediante desconfiança de fraude. Nesses casos, os menores são levados a abrigos e permanecem sozinhos nesses centros até serem deportados.

MUDANÇA DE VISTO

Se você tem o objetivo de matricular seus filhos em uma escola pública nos Estados Unidos, busque o visto adequado desde o início do planejamento.