Startups

O que é FLIP e suas vantagens para startups?

FLIP, ou Foreign Limited Partnership, é uma estratégia crucial para empresas em busca de expansão global. Mas exatamente o que é FLIP e suas vantagens para startups? Imagine o seguinte cenário: um empreendedor possui uma empresa brasileira, com operações e sócios no Brasil. Fazer o FLIP é transferir a estrutura da empresa para os Estados Unidos ou para uma jurisdição offshore, acima da operação brasileira. Neste contexto, os sócios também são integrados a essa nova estrutura criada fora do país de origem da empresa. Vantagens do FLIP para startups Quando considerar o FLIP? Quanto mais cedo, melhor. Iniciar o FLIP precocemente reduz custos e simplifica o processo. Muitas empresas reconhecem a importância da internacionalização de suas operações e estruturas corporativas para permanecerem competitivas globalmente. Geraldo Thomaz, Co-CEO e fundador da VTEX, compartilha sua experiência: “Começamos a considerar o FLIP em 2016, após perceber que uma empresa de software sem ambição global está começando errado. Demorou mais de dois anos para ser executado, devido à dificuldade de encontrar a estrutura ideal.” É essencial que a empresa analise os impactos tributários e legais antes de realizar o FLIP. Nossa equipe na Drummond Advisors trabalha com centenas de planejamentos tributários empresariais anualmente, auxiliando empresas a realizar essa transição de forma eficiente e eficaz. Para startups que desejam atrair investimentos estrangeiros e expandir suas operações globalmente, o FLIP é uma estratégia essencial. Quer saber mais sobre como fazer o FLIP para sua startup? Acesse nosso artigo completo em: https://drummondadvisors.com/startup/como-fazer-flip/ Escrito por Marcos Ferreira, Analista de Conteúdo da Drummond Advisors

O que é FLIP e suas vantagens para startups? Read More »

Novas regras dos fundos de investimento brasileiros

Em 2 de outubro de 2023, a nova Resolução CVM 175 entrou parcialmente em vigor para regulamentar fundos de investimento no Brasil. Diz-se parcialmente pelo fato de que, embora a maior parte das alterações trazidas pela Resolução CVM 175 tenha entrado em vigor em 2 de outubro de 2023, ainda existem algumas alterações que entrarão em vigor apenas em 2024. A Resolução agrupa 38 normas diferentes já existentes em uma só e traz algumas novas regras importantes sobre a constituição, funcionamento e divulgação de informações de fundos de investimento, bem como regras sobre prestadores de serviços de fundos de investimento. Uma das mudanças mais significativas trazidas pela Resolução CVM 175 é que ela permite a existência de fundos com responsabilidade limitada. Até a entrada em vigor da Resolução CVM 175, eram permitidos apenas fundos com responsabilidade ilimitada. Agora, os cotistas poderão ter suas responsabilidades limitadas ao valor de suas cotas, desde que o regulamento dos fundos assim o estabeleça expressamente. Além disso, a Resolução CVM 175 permite que fundos de investimento apliquem até 100% do patrimônio líquido no exterior, desde que estejam em conformidade com as regras estabelecidas na resolução. No entanto, ainda existem limites para Fundos de Investimento Financeiro (FIF) que possuem investimentos estrangeiros: o limite aplicável para classes destinadas ao público em geral é de 20% do seu patrimônio líquido, e o limite para classes destinadas exclusivamente a investidores qualificados é de 40% do seu patrimônio líquido. Outra mudança importante é a regulamentação dos prestadores de serviços de fundos. O gestor do fundo de investimento passará a ser considerado prestador de serviços essenciais e, juntamente com o administrador do fundo, executará as principais atividades operacionais do fundo. Esta alteração foi importante para adequar as regras à realidade dos fundos, que passaram a contar com um administrador e um gestor. Além disso, para garantir mais transparência aos seus investidores, os fundos terão a obrigação de divulgar, separadamente, as taxas de administração, gestão e taxas máximas de distribuição. Isso significa que o texto de regulamento dos fundos deverá conter divulgações específicas relativas à compensação do administrador, gestor e distribuidores. Anteriormente, os fundos só precisavam divulgar a taxa na totalidade; não era necessário divulgar as informações separadamente. É importante ressaltar, porém, que esta obrigação só entrará em vigor em 1º de abril de 2024. Outra alteração significativa, que entrará em vigor apenas em 1º de abril de 2024, é a criação de uma estrutura multiclasse. Os fundos poderão ser divididos em classes e subclasses, cada classe com seu próprio patrimônio, direitos e obrigações. Isso significa que um mesmo conjunto de ativos pode ser vinculado a diferentes passivos sem a necessidade de criação de fundos de investimento separados para cada tipo de perfil de investidor. Isto implica que os ativos podem ser agrupados ou vinculados a diferentes passivos, ou obrigações, atendendo, assim, às necessidades de diversos tipos de investidores, sem a necessidade de criar vários fundos separados. Isso proporcionará flexibilidade na gestão dos investimentos, uma vez que o gestor do fundo não precisará administrar ativos de mais de um veículo. A Resolução CVM 175 representa um avanço importante no setor financeiro do Brasil, demonstrando o compromisso do país em estabelecer um ambiente mais transparente, eficaz e favorável aos investidores. A nova resolução não apenas unifica as várias normas existentes sobre fundos de investimento no Brasil, organizando a estrutura jurídica, mas também torna o país mais atraente para investidores, oferecendo mais motivos para investir. Escrito por Mariana Tavares e Mariana Belisario

Novas regras dos fundos de investimento brasileiros Read More »

IA e seus impactos: automático ou automatizado? 

Você se assusta com a velocidade em que a inteligência artificial caminha e cada vez mais se faz presente no nosso dia a dia?  O susto é algo totalmente inesperado que biologicamente causa reações diversas no nosso corpo tal como gritos, choros, surpresa etc. Mas há quanto tempo ouvimos sobre revolução e tecnologia? De fato, deveria ser tão inesperado assim?   Como sabemos, tudo que é artificial é algo “não-humano”, porém feita por humanos com a capacidade de servir, facilitar, conectar e interagir com o universo. No mundo dos negócios ou da própria contabilidade não é diferente.   A automatização é a chave para que o automático desapareça, e entenda por automático toda função ou atividade que envolva digitação de lançamentos, importações, reconciliação de peças financeiras econômico-contábeis, emissão e conferências de notas fiscais e por aí vai. Tudo isso funciona “no automático”. Não há necessidade de alto foco para que aquela determinada rotina se realize, mas que por sua vez, leva-se tempo. E se tempo é dinheiro, sair no automático tem seu custo. Ao automatizar as rotinas acima comentados por exemplo, você troca a repetição de atividades (micro) em análise do processo (macro), sendo que o reflexo é percebido no impacto gerado ao stakeholders quer esteja ele em ambiente interno ou externo, e o melhor: com precisão!  Como tudo que é novo traz consigo melhorias, também é importante pontuar os desafios. O investimento em mão de obra qualificada em profissionais com habilidades de análises, interpretações de algoritmos e confidencialidade de dados é parte fundamental. Não à toa, graduações e especializações voltadas para esse nicho são cada vez mais emergentes no mercado, além de serem procuradas por profissionais já formados.   A atualização do automático pela automatização alcançou a mesma necessidade que temos de beber água, e o inesperado já é realidade em médios e grandes ambientes empresariais. Não há o que se assustar, a palavra é atualizar. O mercado está aberto para todos!  Nós da Drummond podemos lhe ajudar em diversas rotinas e deixá-lo livre para focar e otimizar sua operação. Contate-nos através do chat disponível ou no email info@drummondadvisors.com.   Escrito por Alvaro Melo, Coordenador de Projetos da Drummond Advisors

IA e seus impactos: automático ou automatizado?  Read More »

Rolar para cima
Pesquisar