Redução do imposto sobre importação

Com o intuito de conter a inflação o Governo Federal anunciou na última quarta-feira corte sobre o imposto de importação, entre os produtos mencionados pelo ministério da Economia estão o Frango, Carne bovina desossada, trigo, farinha, milho e aço.

De acordo com o ministério, os produtos que terão imposto reduzido são:

  • carnes desossadas de bovinos congeladas: de 10,8% para zero
  • pedaços de frango: de 9% para zero
  • farinha de trigo: de 10,8% para zero
  • trigo: de 9% para zero
  • bolachas e biscoitos: de 16,2% para zero
  • outros produtos de padaria e pastelaria: de 16,2% para zero
  • produtos do aço, vergalhão CA 50: de 10,8% para 4%
  • produtos de aço, vergalhão CA 60: de 10,8% para 4%
  • ácido sulfúrico: de 3,6% para zero
  • mancozeb técnico (fungicida): de 12,6% para 4%
  • milho em grãos: de 7,2% para zero.

Ao reduzir o imposto de importação o Governo visa deixar mais barato a compra de produtos oriundos do exterior. A finalidade da medida é tentar aliviar o forte crescimento de preços verificado nos últimos meses.

Contudo, não há sinais de que a medida adotada pelo governo ganhará a queda de preços no Brasil ou que um casual desconto possa atingir de fato os consumidores finais.

Efeito Nulo

Alguns economistas têm se mostrado que a decisão do governo terá efeito zero, isso se dar devido o fato de o preço dos produtos importados cresceu em média 34% até o mês 04/2022, sendo assim os preços dos itens importados também estão mais caros.


Escrito por Romário Sousa, Analista Fiscal da Drummond Advisors